De Papo Comigo

17 desvantagens de ser mulher

mulher em metal

Mulheres e homens costumam seguir o script que vem sendo escrito através dos milênios. Mudanças ocorrem, mas ainda temos que lidar com os “ossos” de sermos representantes de um determinado gênero. Aqui vai um resumo despretensioso de algumas malas que as mulheres ainda precisam carregar:

1- Ter que ser bonita

São criadas para serem como bonequinhas… arrumadinhas, bonitinhas, graciosas, educadas, limpinhas, bem comportadinhas e aí vai.

2- Ter sua coragem física reprimida

Todo mundo acha que as crianças do sexo feminino se machucam mais do que as do sexo masculino. Geralmente os pais coibem suas atitudes mais ousadas (como subirem em árvores, por exemplo) para evitar que se lesionem.

Não é a toa que as mulheres dos filmes sempre caem quando fogem dos psicopatas que as perseguem… são criadas como fisicamente inábeis.

3- Não ter voz

Ok, mulher fala muito! Mas sua credibilidade é sempre minimizada, se seus argumentos são confrontados com o de um homem. De alguma forma as pessoas tendem a crer que o homem tem algo mais consistente e importante a dizer.

Um executivo de uma multinacional me disse que as explanações feitas pelas mulheres durante as reuniões só eram focos de atenção quando a mulher era bonita, caso contrário ninguém dava importância.

mulher na cozinha

4- Ser empregada doméstica, cozinheira, passadeira…

Mesmo nos países onde os papéis entre homens e mulheres estão mais aproximados, ainda cabe a elas a maior parte das funções domésticas. São as mulheres que ainda cozinham predominantemente, arrumam, levam comida para as festas, passam a roupa, cuidam dos filhos etc. Nas classes baixas de países pobres ainda são praticamente escravas.

5- Ser assediada

Ocorre quando recebe qualquer tipo de comentário ou sofre algum tipo de contato físico que julgue inadequado. Entende-se aqui que a mulher não tem o mínimo interesse no cara, nem o perceberia se não fosse o atrevimento dele.

Exemplos:

Comunicação: “Psiu, psiu”; “gostosa!”; “Que saúde, hein!”; “Te chupava todinha!”; “O que é que é isso!”(pro bem e pro mal); “Que bucetão!”; “Que bucetinha!”; “Te lambia todinha!”; “Quanto custa?”; “Ei, piranha!!”; “Quer uma carona?”; “Posso te acompanhar?”; “Vi que você estava me olhando…”(na verdade a mulher estava olhando a vitrine, o cachorro, o mar…).

Atos: Senta perto da mulher(estranha) na praia e fica de pau duro; puxa conversa em locais públicos e em poucos minutos já está colocando as mãos na cintura, pernas, ombros, quadris e cabelos da mulher; senta próximo a mulher no cinema ou parque e se masturba; exibe o pênis ou sua performance masturbatória em locais frequentados por mulheres; passam a mão na bunda da mulher; se arrocham às mulheres dentro de meios de transporte; levantas saias, baixam zípers, encostam o pênis nos ombros das mulheres dentro do ônibus(muitas vezes para fora da calça); dão encontrões propositais; encostam as pernas e os braços forçosamente quando sentados na mesma cadeira do ônibus; cercam a mulher que os interessam e tentam sua atenção, mesmo quando ela demosntra claramente a aversão,; não aceitam a rejeição e ficam persistindo, muitos até as seguem pelas ruas acreditando que terão algum sucesso.

mulher com seios a mostra

6- Ter a moral vinculada às roupas e à sexualidade

Se a mulher vestir roupinhas sensuais automaticamente será lida como alguém depravada, prostituta, vazia, oportunista, burra, cafajeste, interesseira, fácil, perigosa, traiçoeira, traidora, desleal, exibicionista, provocadora, agressiva, mau caráter.

O mesmo ocorre se a mulher for sexualmente experimentadora, livre, aberta e acessível.

7- Ter sua habilidade sexual associada ao profissionalismo(lê-se puta!)

São alvos de desconfiança se demonstram muita experiência sexual.

Os homens costumam perguntar com quantos parceiros a mulher já se relacionou ou fez sexo e ficam chocados quando ela fala que já perdeu a conta.

8- Ter suas opiniões interpretadas como arrogância, mimimi, chatice e síndrome de sabichona.

Já vi muitos homens reclamarem ou demosntrarem irritação quando mulheres contestam suas opiniões.  A argumentação feminina discordante é vista como uma tentativa de parecer superior e ser “do contra” por pura pirraça, frescura e autoafirmação.

9- Ser fisicamente mais fraca que os homens

É fato. A maioria das mulheres é mais fraca do que os mais franzinos espécimes masculinos. Isso cria uma profunda intimidação e certamente reside aqui grande parte da dominação dos homens sobre as mulheres.

10- Ter que ser triplamente mais competente que os homens para poder ser respeitada

A mulher tem sempre suas falhas associadas ao fato de ser mulher. Se faz uma merda no trânsito, se sente mal em nome dos restantes 50% de mulheres no planeta, é como se manchasse a honra de todas as outras. Fracassar dirigindo um país, uma empresa, um ônibus é quase como a confirmação da incompetência feminina aos olhos do machismo.

11- Entrar em qualquer atividade dominada pelos homens já desacreditada

Se até nas atividades  em que as mulheres são predominantes os homens podem ser qualificados como superiores, como na culinária, na moda(costura, maquiagem, cabelos), na dança etc, imagine como mecânica, eletricista, engenheira…

Mulher sob vigilancia

12- Ter toda a sua existência vigiada e controlada

Controlam as roupas, o comportamento, o cabelo, a sexualidade, o corpo, a fala, a ambição, o salário…

Até coçar a xereca distraidamente pode ser considerado um ato de estrema falta de educação e vulgaridade.

13- Diferenças de salários

Ainda ganham menos do que os homens, o que significa que são vistas como seres de menor valor.

14- Menstruar

Uma maldição.

15- Engravidar

O grande castrador da sexualidade feminina. Engravidar e tomar anticoncepcional são duas péssimas opções(exceto para quem quer ter filhos, claro!), então para cada dia de trepada são trocentos outros de paranóia(se for sem proteção). Há também o embate a ser travado com homens que insistem em fazer sexo sem camisinha, e dão a entender qua a mulher é broxante e frígida por estar insistindo no uso do preservativo.

16- Ser desvalorizada na velhice

Nas sociedades machistas que cultuam a juventude(praticamente todas) é quase um insulto o envelhecimento da mulher. É como se se tornasse uma ofensa ambulante. Vira um treco, uma coisa que deve ser desprezada e desrespeitada. Se a mulher for confiante, poderosa e bonita será mais atacada ainda, pois como ousa uma velha se colocar em visibilidade e achar que é uma jovenzinha?

17- Ter que dar explicações demais

Todos querem saber por que não casou, não tem namorado, não tem filhos, não gosta de crianças, quando vai casar, quando vai ter filhos, quando vai resolver os problemas psicológicos que a faz não gostar de crianças… a aí vai…

 

2 thoughts on “17 desvantagens de ser mulher

    1. Helô de Castro Post author

      Que bom Mario! Facilita muito a nossa vida quando sabemos também o que não queremos. Sou muito incentivadora de que as pessoas cortem de cara qualquer relacionamento que dê indícios de incomodar, machucar, insatisfazer…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.