De Papo Comigo

Abuso verbal: as razões para ser cruel

abuso-verbal

Abuso verbal é, basicamente, a forma de comunicação que uma pessoa usa repetitivamente e a qual emprega expressões, afirmações, insinuações, fisionomias e tons de voz que causam dor, angústia, medo, insegurança, mágoa ou raiva em um outro indivíduo.

O confronto entre sentimentos, crenças, medos, problemas psicológicos, questões materiais e expectativas, se não tratadas de maneira amadurecida, clara e sensível podem  induzir parceiros íntimos à criação de mecanismos de controle e poder através das palavras.

Qualquer um já cometeu ou cometerá abusos verbais em alguma situação. Porém “SER” abusivo é diferente de se comportar esporadicamente de maneira abusiva.

Há várias razões que levam alguém a utilizar uma linguagem ofensiva. Veja algumas delas:

1-  Perversidade – O sujeito sabe o que faz. Seu intuito é causar o máximo de sofrimento ao outro. Ele tem prazer nisso e a dor alheia o faz se sentir poderoso. Geralmente são tipos com transtornos de personalidade ou psicoses.

2- Falta de educação – Foi criado por grosseirões e isso é o normal para ele. Não vê nada errado no que faz. Muitas vezes, a falta de educação é uma herança cultural coletiva, característica de um país, cidade ou bairro.

3- Obsessão pelo controle – O cara não admite que haja no mundo qualquer coisa que seja diferente daquilo que ele acredita, sendo assim tenta converter todos os que estão a sua volta ao seu sistema de pensamento e crenças.

4- Insegurança– Alguma característica da(o) parceira(o) faz o indivíduo sentir-se ameaçado.   

5- Saturação – Não aguenta mais algo no comportamento da outra pessoa, e mesmo tendo procurado melhorar a situação(se explicando, conversando) o outro não deu ouvidos e continuou cometendo os mesmos erros.

6- Fraqueza – Não sabe como fazer as coisas. Não quer se comprometer. Não amadurece.

Há vários tipos de abusos verbais que se misturam entre si. Falarei sobre cada um em postagens distintas.

Veja aqui:

Abuso verbal: o sonegador

Abuso verbal: o opositor

Abuso verbal: o depreciador

Abuso verbal: o rebatedor

Abuso verbal: o piadista

Abuso verbal: o acusador

Abuso verbal: o juiz

Abuso verbal: o banalizador

Abuso verbal: o sabotador

Abuso verbal: o ameaçador

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.