Abuso verbal: o sonegador

abuso-verbal-sonegador

O sonegador é um tipo de sujeito fechado em sua comunicação, não cria intimidade, não cria estímulo para o desenvolvimento de uma conversa e não demonstra nenhum interesse no que o outro tem a dizer.

Quem se relaciona com um sonegador vive uma experiência árida, solitária, carente de empatia e de cumplicidade.

Veja: Abuso verbal: as razões para ser cruel

As ações

Não dá satisfação.

Não responde.

Se recusa a dividir suas experiências de vida com a(o) parceir(o).

É indiferente, frio, silencioso.

Esconde seus pensamentos.

Revela o mínimo possível.

Finge que não ouve.

Fica prestando atenção à TV, mas diz para a parceira falar assim mesmo, pois está ouvindo(mas não está de fato).

Nega a experiência do outro, já que não dá ouvidos.

abuso-verbal-sonegação

Costuma dizer

Não há nada o que dizer.

O que você quer que eu diga?

Por que te dizer se eu gosto ou não disso, se você faz da sua maneira de qualquer jeito!

Você não estaria interessada.

A vítima

Acha que seu parceiro é autocontido, quieto, autista e tímido.

Aceita que não pode esperar mais do que aquilo que ele está dando, ou seja: nenhuma atenção.

Muitas vezes se pergunta se a culpa é dela por ser uma pessoa desinteressante, burra…

 

Fonte: The verbally abusive relationship – Patricia Evans