Homossexuais na Alemanha nazista

triângulo-rosa

O homossexualismo era um assunto tabu entre as lideranças nazistas, especialmente devido ao notório gosto por rapazes que tinha Ernst Röhm, líder da SA e amigo fiel de Hitler. A política inicial era fazer vista grossa, e assim foi… até o dia em que Röhm foi assassinado junto com vários outros membros da SA. Os próprios nazistas fizeram a matança, motivados por cobranças políticas, embora tenham aproveitado a ocasião para afirmarem que, finalmente, os jovens membros da SA estariam livres do risco de serem sexualmente e moralmente degradados.

Ernst Rohm
Ernst Rohm

Práticas condenadas

Inicialmente, consideravam ilícito a penetração anal e o sexo oral, porém tais condutas eram difíceis de serem provadas diante do tribunal e, geralmente, não dava em nada. Para evitar riscos, os gays optavam pela masturbação mútua(uma prática banalizada entre os homens não homossexuais).

Meios de identificação usados pela polícia

– Aparência feminina.

– Afetação(dar pinta).

– Maneira de andar.

– Uso de perfume.

– Uso de roupas femininas ou espalhafatosas.

– Uso de maquiagem.

– Exposição do pênis em locais públicos.

– Dar piscadelas.

– Homens que nunca estavam em companhia feminina.

– Homens que sempre eram vistos com outros homens.

homens na piscina

Locais onde deveriam ser procurados

– Estações de trem/ônibus.

– Parques.

– Saunas.

– Próximos a banheiros masculinos.

– Piscinas.

– Em hotéis(em caso de dois homens terem se registrado no mesmo quarto).

– Anúncios de jornais(verificavam alguma mensagem suspeita).

dedoduro

Caguetes

O número de policiais disponíveis para as investigações era muito reduzido, por isso contavam com a ajuda de cidadãos que pudessem dedurar. Eram eles:

– Porteiros e atendentes de hotéis.

– Porteiros de saunas.

– Taxistas.

– Cabeleireiros.

– Namoradas enciumadas.

– Vizinhos.

– Senhorios.

– Alguém querendo mostrar serviço e ficar bem diante do partido.

– Alguém querendo tomar o lugar do denunciado no trabalho, por exemplo.

– Pudorosos.

– Vingativos.

algemas

Quando descobertos

Depois de apontado, o suspeito era detido, fotografado e tinha suas impressões digitais recolhidas. Sua casa era revirada, no intuito de que se descobrissem cartas e qualquer outro elemento que o incriminasse.

Muitos eram torturados com o propósito de entregar outros homossexuais.

Condenados, podiam pegar penas que variavam de poucos meses até anos dentro de presídio.

Homossexuais que fossem acusados de seduzir mais de uma pessoa, poderiam ser enviados para campos de concentração por período indeterminado, mesmo após terem cumprido toda a pena. Até os que haviam sido absolvidos estavam sujeitos a serem internados nos campos como medida preventiva.

Consequências da condenação

Para alguns, as senteças eram pequenas e não causavam grandes danos.

Os filiados ao partido nazista tinham seus vínculos cortados.

Os donos de negócios podiam perder sua licença de trabalho e, consequentemente, perdiam os meios para sobreviver.

Os que acabavam nos campos, estavam sujeitos aos maus tratos, doenças e morte.

 

Curiosidades

  • Em 1934 foi decretada uma lei que proibia estudantes de dividirem o mesmo dormitório.
  • Os nazistas achavam que combatendo o aborto e a homossexualidade poderiam aumentar sua população, que fora reduzida devido a primeira guerra mundial.

hitler com meninos

  • A concepção de sociedade perfeita para os nazistas traduzia-se por um mundo dominado pelos homens(lê-se sexo masculino)… todos uniformizados e unidos entre si como irmãos-brothers-camaradas-amigos-buddies-colegas-chapas-parceiros. Um reino de soldados-guerreiros-machos-alfas. Às mulheres cabiam os papéis de subordinação e procriação.
Helmut Bruckner
Helmut Bruckner
  • Helmuth Brückner, foi um dos primeiros oficiais da SA a serem acusados de homossexualismo. Ele confirmou sua bissexualidade, entretando achou absurda a acusação, já que suas ações sexuais se resumiam em mútua masturbação, o que era prática costumeira entre homens. Ele perdeu seu cargo e foi expulso do partido como punição, embora tenha sido reintegrado alguns anos depois. No fim da guerra foi capturado pelos russos e feito prisioneiro até sua morte.

 

 

Ernst Kaltenbrunner
Ernst Kaltenbrunner

Ernst Kaltenbrunner que, entre tantos títulos de comando, foi chefe das polícias integradas, lutou com veemência para que se estabelecesse a castração forçada para os gays condenados por vários crimes sexuais. Não obteve êxito, pois já havia uma lei que possibilitava a castração voluntária, e era muito mais simples para os nazistas(ou mais prazeroso), obterem a permissão das vítimas através de práticas de tortura.

  • Kaltenbrunner, junto com Himmler, já engatavam planos para que a “solução final para os homossexuais” fosse posta em prática assim que a guerra chegasse ao fim… com a Alemanha vitoriosa, obviamente.

Felizmente, a Alemanha não venceu, Himmler se suicidou e Kaltenbrunner foi julgado e enforcado… e as paradas que fazem sucesso hoje em dia não são as de soldados nazistas, mas as do Orgulho Gay.

Parada-Gay-

 

Fonte: Social outsiders in nazi Germany – Robert Gellateli e Nathan Stoltzfus