De Papo Comigo

Tipos de stalkers: os que buscam intimidade

stalker-i love you

Este é um tipo de stalker que luta para formar uma relação íntima com alguém, porém não há reciprocidade. Quer amor, amizade ou qualquer outra espécie de laço fraternal que reproduza as ligações que julga ideais.

É esperançoso e extremamente persistente. Demonstrações de rejeição e desprezo por parte das vítimas não são suficientes para desanimá-lo, ao contrário, vê isso como um estímulo.

Quer ser o braço direito, o suporte, o confidente e o conselheiro de quem admira e persegue.

É o único tipo de stalker em que as mulheres predominam.

No geral, seu perfil é de um sujeito solitário, com poucas habilidades sociais, pouco contato com pessoas e que está sempre a procura de amor. Para ele, viver uma relação amorosa ou amizade ilusória é mil vezes melhor do que não ter nenhuma ligação íntima.

Costuma passar longas horas, obsessivamente, fantasiando um romance o qual ele acredita que existe e que é correspondido apaixonadamente.

As vítimas são
  • Figuras públicas(celebridades).
  • Contatos casuais.
  • Conhecidos.
  • Qualquer pessoa pela qual ele se apaixone ou enxergue nela algo que faltou em suas relações com a mãe, pai, amigos etc.
Características de personalidade e psicológicas
  • Um número muito elevado é composto por psicóticos.
  • Não costuma usar muitas drogas.
  • Os transtornos de personalidade mais frequentes são Borderline e Narcisismo.
  • Costuma ter uma visão sobre si mesmo completamente fora da realidade;
  • Nega que tenha qualquer angústia psicológica.
  • Nega que tenha problemas relacionados à raiva.
  • Nega que tenha problemas relacionados à intimidade e dá como exemplo o sucesso de seu relacionamento com a vítima.
  • Acredita que a relação realmente existe e que o amor do outro por ele é incontestável.
  • Costuma ser tímido.
  • Acredita que o outro existe para satisfazer todos os seus desejos.
Como age
  • É persistente.
  • Persegue à vítima por pelo menos três anos.
  • Não costuma seguir ou ficar de vigilância.
  • Geralmente usa mensagens escritas e telefonemas para se comunicar.
  • Envia presentes para as vítimas.
  • Suas mensagens são repletas de declarações de amor, de admiração e convites para encontros.
  • Não costuma ameaçar ou atacar fisicamente, embora possa fazê-lo  caso se sinta muito ferido. Pode também ameaçar outras pessoas que tenham contato íntimo com sua vítima. Ele sente ciúmes e culpa essa terceira pessoa pelas dificuldades que estão acontecendo na relação.
  • Em suas mensagens costuma cobrar resposta e atenção da vítima, deixando claro que é merecedor de respeito já que se sacrifica e faz muito por ela.

Fonte: Stalkers and their victims de Paul E. Mullen, Michele Pathé e Rosemary Purcell

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.