De Papo Comigo

Você sabe o que são sonhos escapatórios?

 

herois

Sonhos escapatórios

São pensamentos dominados por fantasias de grandiosidade nos quais a pessoa se imagina sempre no centro dos acontecimentos. Passa, então, a viver numa realidade  paralela em que se torna um super-herói, o personagem central da sua série de TV favorita, o descobridor da cura de uma doença, um cantor superstar, o presidente de um país, o que vai salvar a humanidade do maior perigo de todos os tempos, um gênio, a maior fortuna do mundo, o maior atleta que o planeta já conheceu, um lutador ninja, um dançarino melhor do que Fred Astaire. É o indivíduo o qual todos recorrem para pedir ajuda e é sempre amado, admirado, invejado, temido, único, especial, respeitado, lindo… No geral, são sonhos tão grandiosos* que são irrealizáveis.

* A pessoa sabe que são fantasias. Não tem nenhuma relação com surtos psicóticos e delírios.

Há lados positivos e negativos nos sonhos escapatórios. Vejamos alguns:

Positivos

1- O tipo de história que a pessoa imagina dá pistas do que ela gosta, de qual seria sua vocação  e o estilo de vida que necessita adotar.

Exemplo:

Se o cara odeia música sertaneja jamais vai se imaginar sendo o Chitãozinho… ou o Xororó.

2- Os devaneios sinalizam o que está errado ou faltando na vida da pessoa e, nesse caso, servem para dar conforto e preenchimento, mesmo que ilusórios.

Exemplo:

Se a fantasia gira em torno de ser o lider de um grupo, a pessoa pode estar numa situação real de subserviência ou falta de controle e poder sobre seu meio.

3-  Eles podem trazer mais relaxamento, ânimo e positividade. Impedem que a pessoa fique confinada numa vida real limitada, estressante e chata.

Exemplos:

O sujeito está sofrendo de stress ocupacional(por causa do trabalho) e precisa continuar na atividade. As fantasias ajudam a executar as tarefas angustiantes com mais facilidade e, com isso, freia a rápida deterioração da saúde física e mental.

É útil também quando se tem que esperar em filas, quando se está aprisionado ou quando tem que aguentar um evento social chato.

Negativos

1- Criam uma espécie de zona de segurança em que algumas pessoas se refugiam para se sentirem protegidos contra desafios que gostariam ou teriam que encarar, mas temem. Sendo assim, os sonhos escapatórios acabam bloqueando iniciativas que trariam desenvolvimento.

2- Eles não são usados para melhorar a vida, ao contrário, costumam funcionar como meio de evitar o risco.

3- Impedem a mudança, já que são usados como substitutos para as atitudes que deveriam ser tomadas. São como analgésicos, que podem acabar com a dor, mas não necessariamente com o mal que a criou.

4- Como quase todos os sonhos escapatórios são relativos a grandeza e a fama pode-se dizer que a pessoa se sente inadequada em relação a todas as exigências feitas pela sociedade(tem que ser linda, magra, rica, famosa, extrovertida, corajosa, empreendedora, líder…).

Soluções

Bem, a imaginação não é algo que se controle com facilidade, pois ela jorra! Mas a melhor maneira é descobrindo quais são os sonhos reais do indivíduo.

pá

Sonhos reais

São atividades, muitas vezes, simples, cotidianas e rotineiras geradoras de enorme satisfação. Pode até ser algo a que se dedique uma hora por dia, mas que traz um sentimento de competência e prazer. São as coisas que queremos fazer(um curso, um treino, o livro que se quer escrever, um assunto que gostaria de se especializar, a viagem dos sonhos, uma área profissional que quer se dedicar, um esporte que quer praticar…).

Os sonhos reais não são tão fáceis de serem descobertos, pois estão bloqueados por medos, inseguranças e condicionamentos de como as coisas deveriam ser. É necessária uma certa introspecção para achá-los.

Os sonhos reais causam medo, pois colocá-los em prática significa correr um risco verdadeiro; ao contrários dos sonhos escapatórios, que são livres de empecilhos.

Os sonhos reais acordam a pessoa, a tira da estagnação e do senso de que nada do que faz é importante ou agradável e, por fim,  as coisas pelas quais é atraída* passam a ser cultivadas com intensidade e paixão.

* É bom frisar que a vontade de um outro indivíduo não deve ser incluída nos sonhos de alguém. Não adianta achar que vai conquistar uma pessoa e viver um lindo caso de amor eterno com ela, pois isso não depende somente de uma das partes.

Obs: Se dedicar a algo pela qual se tem paixão não significa necessariamente que isso deva gerar ganhos financeiros.

Eu conheço uma filósofa que está escrevendo um livro. Ela me contou que só ganhará algum dinheiro se vender mais que dez mil cópias, mas como em  filosofia não se vende muito ela, provavelmente, não ganhará nada. Então perguntei qual era a vantagem, e ela disse: honra(reputação, brio, distinção etc), mais do que isso, há nela uma idéa de que é importante, como pensadora, divulgar suas idéias, além do prazer de criar a sua obra.

Fonte: I could do anything if I only knew what it was – Barbara sher

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.